Aposte nas casas ecológicas e poupe dinheiro

A exploração que fazemos dos recursos naturais é muito superior àquela que deveria ser! A mantermos estes consumos, precisaríamos de um planeta e meio… Ou seja, o consumo é tão exagerado que o nosso planeta não consegue renovar estes recursos naturais em tempo útil.

Já em anterior artigo, intitulado Uma inspiração – vamos seguir o exemplo por um planeta mais limpo deixamos patente a nossa preocupação com a crise ambiental, apresentando o exemplo de uma francesa e as várias ações que podemos praticar para tornar o nosso planeta mais sustentável.

Dá que pensar… E podemos começar por pensar, precisamente, na construção de casas ecológicas, com os objetivos de “sermos amigos” da nossa carteira e de diminuir a pegada ecológica para as gerações futuras.

Pegada ecológica

Este conceito – Pegada Ecológica – vem da tradução do inglês de “Ecological Footprint”.

Diz respeito ao impacte que as atividades humanas, por exemplo, a indústria, o comércio, os transportes, têm no meio ambiente.

Assim, quanto maior for a pegada ecológica de determinada atividade, maiores as consequências sobre o meio ambiente.

Também se sabe que uma sociedade mais industrializada deixa uma maior pegada ecológica do que uma sociedade menos tecnológica, pois provoca maior poluição.

Em suma, poderemos num futuro muito próximo enfrentar uma crise ambiental, com escassez de recursos e diminuição da biodiversidade.

Pequenos gestos que ajudam o nosso planeta

As casas ecológicas

Uma outra forma de ajudarmos na preservação do nosso planeta e pouparmos dinheiro é apostar em soluções em maior escala. Estas passam pela construção civil!

Já ouviu falar em casas ecológicas, casas “alternativas” ou eco-habitações?

O que se pretende é construir casas mais económicas e com baixo consumo energético.

Este conceito, também designado por construção ecológica, apresenta várias vantagens. A saber, recorre-se a materiais economicamente mais acessíveis. Por exemplo, tijolos feitos à base de papel, com pouca concentração de cimento. Estes são cerca de oito vezes mais baratos que os tradicionais.

Então, para além dos materiais usados serem consideravelmente mais baratos, uma casa ecológica permite uma poupança energética superior a 30%; há a utilização privilegiada de materiais naturais; há a reutilização da água e da energia produzida.

A arquitetura ecológica já é implementada em países ricos como a Holanda, a Suíça e o Japão.

Em Portugal

Em Portugal, temos excelentes condições para este tipo de construções. Nomeadamente, uma excelente exposição solar e a possibilidade de recorrer a outras energias renováveis, como a energia eólica, ou ainda recurso fácil a materiais naturais como a madeira ao invés do tradicional betão.

Há, no entanto, alguma resistência quer por parte dos profissionais desta área  quer por parte das pessoas em geral, que, por desconhecimento, optam por aquilo que é mais tradicional. E, por isso, continuamos a ter elevados consumos energéticos tanto na fase de construção como à posteriori na climatização dos espaços.

Porém, não fique com a ideia de que não há projetos deste género no nosso país… Na Trofa, um casal apostou neste tipo de construção e designou a sua habitação por “Casa Ecofixe”, recorrendo a terra, pneus e latas para a sua construção. Assista à reportagem e retire as suas próprias ilações.

Em conclusão, a arquitetura ecológica apresenta várias potencialidades, tanto para os interessados por esta tipologia de casas como para o ambiente.


Subscreva a newsletter do blog e seja notificado sempre que lançamos novos artigos.

Um comentário em “Aposte nas casas ecológicas e poupe dinheiro

  1. Júlia costa comentou:

    Que ideia tão gira. Sempre a surpreender a a apresentarem assuntos realmente pertinentes. A preocupação ambiental é muito importante é se podemos poupar dinheiro, ótimo. Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *