Como ensinar as crianças a gostarem de alimentos saudáveis

Educar uma criança é uma preocupação que exige muita responsabilidade para que se desenvolva de forma adequada e consistente. Desta forma, deve garantir o seu desenvolvimento em todas as suas dimensões: intelectual, física, social, emocional e cultural.

A promoção de uma alimentação saudável é um dos fatores determinantes para o normal crescimento e desenvolvimento da criança. A aquisição de bons hábitos alimentares deve ser iniciada desde cedo e de forma gradual.

Atualmente, os pais têm uma maior consciência acerca da importância de uma alimentação saudável e conhecem os seus benefícios. A tarefa dos pais, mas também dos educadores/professores, é consciencializar as crianças para a necessidade de criarem hábitos alimentares saudáveis.

No entanto, para que isso aconteça é necessário reeducar os hábitos alimentares de toda a família, o que nem sempre é uma tarefa fácil.

Uma das formas para os pais e educadores/ professores conseguirem incutir nas crianças essa mudança é a promoção de atividades lúdicas e brincadeiras que simulam situações do nosso dia a dia.

Atividades compostas por oficinas de culinária, pelo cultivo e plantação de legumes e frutas em pequenas hortas, proporcionam um conhecimento não só da importância de uma alimentação saudável, mas também a consolidação de alguns conhecimentos adquiridos na escola, nomeadamente a importância de uma alimentação completa, equilibrada e variada na prevenção da obesidade e de várias doenças e na promoção de uma vida de qualidade; a forma como produzimos, consumimos e reciclamos os alimentos; a roda dos alimentos, que ajudam a escolher e a combinar os alimentos tendo em conta as suas propriedades, entre outros.

Os jogos e as brincadeiras como recursos educativos

Os jogos e as brincadeiras são importantes recursos e estratégias de aprendizagem, mas também de socialização e criação de rotinas fundamentais para a mudança de comportamentos.

Envolver as crianças na confeção das refeições é uma excelente ideia. Se, por um lado, ajuda as crianças a criarem bons hábitos alimentares, por outro lado, ajuda a estreitar os laços familiares e emocionais, tornando estes momentos únicos e divertidos.

Chamar a atenção das crianças para as cores e as texturas dos alimentos, levá-las a observar, a cheirar e a provar frutas e legumes pode ser o primeiro passo para elas começarem a inserir esses alimentos na sua alimentação, sabendo que são benéficos para o seu crescimento.

Uma alimentação saudável, para além de garantir o desenvolvimento físico e intelectual das crianças, tem um papel preponderante na forma como as crianças moldam os seus gostos e preferências alimentares, importante para a criação de hábitos alimentares saudáveis.

Atividades diárias e a alimentação

Ensinar e envolver as crianças no planeamento da alimentação familiar, através da criação de uma ementa semanal, mas também na compra e na confeção dos alimentos é, sem dúvida, essencial para as sensibilizar para a importância de uma alimentação saudável.

Simular situações do dia a dia, com recurso a brincadeiras, permite que as aprendizagens se tornem ainda mais significativas. As crianças, ao recriarem experiências reais ou imaginárias, desenvolvem não só a sua imaginação e criatividade, mas também a sua comunicação verbal e não verbal, ao interagir com o outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *