As atividades laboratoriais e o desenvolvimento de capacidades científicas

A educação na área das ciências assume um papel imprescindível na formação dos nossos alunos. É importante que, no contexto educativo, os professores privilegiem as atividades laboratoriais devido, essencialmente, ao seu caráter prático e ao seu contributo na construção de conhecimentos e no desenvolvimento de capacidades científicas.

O desenvolvimento de atividades laboratoriais em contexto educativo

As atividades laboratoriais apresentam-se, desta forma, como um recurso didático fundamental no ensino e na aprendizagem das ciências. No entanto, o seu sucesso educativo depende da forma como os professores as põem em prática e pelas condições que possuem para o desenvolvimento destas atividades.

Estas atividades promovem, desde os primeiros anos de escolaridade, o desenvolvimento da autonomia e da capacidade de adaptação e compreensão dos fenómenos que nos rodeiam. Para tal, é fundamental planificar e implementar atividades que contribuam para a mobilização de capacidades ligadas a processos científicos e selecionar os recursos mais adequados a cada atividade.

Na verdade, estas atividades têm como objetivo alimentar e despertar o interesse e a curiosidade da criança pela Ciência. Mas também visa promover capacidades relacionadas com o pensamento criativo, crítico e metacognitivo, úteis para todas as áreas do conhecimento. Este tipo de atividades ajuda a criança a desenvolver a capacidade de tomar decisões e resolver problemas. Mas também melhorar a qualidade da sua interação com a realidade natural.

É evidente que estas atividades deverão refletir o processo ativo da construção da própria ciência. Devem ainda ser adequadas às capacidades e atitudes que se pretende desenvolver em cada aluno.

Desta forma, importa que estas atividades fomentem atitudes de curiosidade, dúvida, responsabilidade e partilha de conhecimentos científicos. Além disso, devem desenvolver capacidades como a recolha de informação, problematização, observação, interpretação e argumentação.

Para preparar e implementar este tipo de atividades, os docentes podem recorrer a uma enorme diversidade de recursos de qualidade e elaborar materiais didáticos e pedagógicos apropriados a cada atividade, de acordo com os conteúdos programáticos e com os objetivos pedagógicos definidos nos programas curriculares.

Ciência em casa

No entanto, é importante que o gosto pelas ciências e pela experimentação continue a ser fomentada em casa, complementando, desta forma, o trabalho que se desenvolve na sala de aula.

Atualmente, existem inúmeros recursos que se podem utilizar em casa e que respeitam as regras de segurança. No entanto, é sempre aconselhável a presença de um adulto responsável.

A implementação de atividades laboratoriais em casa ajuda a criança a descobrir, de uma forma dinâmica e interativa, novas formas de pensar e encontrar respostas para as suas dúvidas científicas. Neste sentido, estas atividades permitem a promoção da autonomia e da criatividade da criança, necessária para o desenvolvimento de competências de aprendizagem.

Nos artigos que sugerimos de seguida, pode encontrar algumas sugestões de experiências que pode fazer em casa.

Pode ainda ler os seguintes artigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *